Arquivo da tag: Formação de Palavras

Exercícios: Processo de formação de palavras

Padrão

.1 (IBGE) Assinale a opção em que todas as palavras se formam pelo mesmo
processo:
a) ajoelhar / antebraço / assinatura
b) atraso / embarque / pesca
c) o jota / o sim / o tropeço
d) entrega / estupidez / sobreviver
e) antepor / exportação / sanguessuga

2. (BB) A palavra “aguardente” formou-se por:
a) hibridismo     d) parassíntese
b) aglutinação     e) derivação regressiva
c) justaposição

3. (AMAN) Que item contém somente palavras formadas por justaposição?
a) desagradável – complemente
b) vaga-lume – pé-de-cabra
c) encruzilhada – estremeceu
d) supersticiosa – valiosas
e) desatarraxou – estremeceu

4. (UE-PR) “Sarampo” é:
a) forma primitiva
b) formado por derivação parassintética
c) formado por derivação regressiva
d) formado por derivação imprópria
e) formado por onomatopéia

5. (EPCAR) Numere as palavras da primeira coluna conforme os processos de formação numerados à direita. Em seguida, marque a alternativa que corresponde à seqüência numérica encontrada:
( ) aguardente     1) justaposição
( ) casamento     2) aglutinação
( ) portuário         3) parassíntese
( ) pontapé         4) derivação sufixal
( ) os contras     5) derivação imprópria
( ) submarino     6) derivação prefixal
( ) hipótese
a) 1, 4, 3, 2, 5, 6, 1         d) 2, 3, 4, 1, 5, 3, 6
b) 4, 1, 4, 1, 5, 3, 6         e) 2, 4, 4, 1, 5, 3, 6
c) 1, 4, 4, 1, 5, 6, 6

Leia o resto deste post

Processo de formação de palavras

Padrão

A língua portuguesa possui dois processos básicos de formação de palavras: derivação e composição.

1) Derivação: consiste, basicamente, na modificação de determinada palavra primitiva por meio do acréscimo de afixos.

1.1) Derivação prefixal: acréscimo de um prefixo ao radical. A derivação prefixal é um processo de formar palavras no qual um prefixo ou mais são acrescentados à palavra primitiva.

Ex.: re/com/por ( dois prefixos), desfazer, im paciente.

1.2) Derivação sufixal: acréscimo de um sufixo ao radical. A derivação sufixal é um processo de formar palavras no qual um sufixo ou mais são acrescentados à palavra primitiva.

Ex.: realmente, folhagem.

1.3) Derivação prefixal e sufixal: acréscimo de um prefixo e um sufixo num mesmo radical. A derivação prefixal e sufixal existe quando um prefixo e um sufixo são acrescentados à palavra primitiva de forma independente, ou seja, sem a presença de um dos afixos a palavra continua tendo significado.

Ex.: deslealmente ( des- prefixo e -mente sufixo ). Você pode observar que os dois afixos são independentes: existem as palavras desleal e lealmente

1.4) Derivação parassintética: ocorre quando a palavra derivada resulta do acréscimo simultâneo de prefixo e do sufixo. A derivação parassintética ocorre quando um prefixo e um sufixo são acrescentados à palavra primitiva de forma dependente, ou seja, os dois afixos não podem se separar, devem ser usados ao mesmo tempo, pois sem um deles a palavra não se reveste de nenhum significado.

Ex.: anoitecer ( a- prefixo e -ecer sufixo), neste caso, não existem as palavras anoite e noitecer, pois os afixos não podem se separar.

1.5) Derivação regressiva: ocorre quando se retira a parte final de uma palavra derivada. É o processo de formação de substantivos derivados de verbos (1ª e 2ª conjugações); tais substantivos são chamados de “deverbais”. A derivação regressiva existe quando morfemas da palavra primitiva desaparecem.

Ex.: mengo (flamengo), dança (dançar), portuga (português).

1.6) Derivação imprópria: ocorre quando a palavra muda de classe gramatical. A derivação imprópria, mudança de classe ou conversão ocorre quando palavra comumente usada como pertencente a uma classe é usada como fazendo parte de outra.

Ex.: coelho (substantivo comum) usado como substantivo próprio em Daniel Coelho da Silva; verde geralmente como adjetivo (Comprei uma camisa verde.) usado como substantivo (O verde do parque comoveu a todos.)

2) Composição: consiste na formação de palavras pela junção de duas delas.

A formação de palavras por composição dão-se por:

2.1) Justaposição: semalteração fonética (palavras compostas sem alteração fonética).

2.2) Aglutinação: há alteração fonética na formação da palavra. Outros Processos de Formação de Palavras

3) Hibridismo: palavras formadas por elementos vindos de outros idiomas.

4) Onomatopeia: palavras que procuram imitar sons, ruídos, sons de animais.

5) Abreviação vocabular: a forma original deu origem a uma forma abreviada. Ex: motocicleta > moto

6) Siglas: criação de palavras a partir de siglas. Ex: AIDS.